Taça ideal para cada tipo de vinho


Confira o segredo para um conjunto sensorial de grande prazer!


Longe de ser apenas uma “frescura”, a taça certa é capaz de criar um cenário perfeito ao apreciar um bom vinho. Assim como certas roupas, que conseguem nos valorizar e realçar ainda mais nossa beleza, são as taças, as quais são capazes de destacar certas nuances em cada tipo de vinho. Ou seja, as taças interferem, sobretudo, no sabor da bebida. Isso porque, o formato da taça é técnico, visto que cada uma conduz o vinho de tal forma à boca, além de salientar cores, aromas e sabores.

A propósito, a língua humana é permeada de papilas gustativas, as quais estão localizadas em diferentes partes da língua, fazendo-as, portanto, responsáveis por identificar o doce, salgado, amargo e azedo. Em razão disso é que as taças são pensadas para projetar a bebida para uma parte específica da língua, de modo a obter a análise gustativa esperada. Ademais, a taça ideal é feita para captar o máximo de aroma do vinho e promover a evolução da bebida depois de servida.


Antes de apresentarmos os tipos de taça para cada tipo de vinho, mostraremos a você as estruturas que compõem a taça.


Bojo: é a parte mais larga. Também é chamado de corpo da taça. É a estrutura que recebe a bebida. Por isso, não é recomendável segurar a taça pelo bojo, pois a troca térmica entre a mão e a bebida, altera a temperatura ideal de serviço e, assim, o gosto.


Haste: é a estrutura mais alongada da taça. Além de ser o elo entre o bojo e a base, a haste é por onde se segura a taça.


Base: estrutura de sustentação da taça.


Nesse sentido, vejamos as peculiaridades de algumas dessas estruturas. A exemplo o bojo, o qual permite que a bebida tenha mais contato ou não com oxigênio, a depender de seu formato, tamanho etc. Assim, uma maior oxigenação favorece os vinhos aromáticos, mas não, por exemplo, o vinho branco - em razão de as taças com bojo largo não ajudarem a manter a temperatura. Como sabemos, uma das dicas essenciais para apreciar o vinho branco é servi-lo bem gelado.


Bom, agora que você sabe sobre a influência da taça na percepção do vinho, veja quais são elas e a ideal para cada tipo. Para que ao se deparar com uma infinidade de taças, você não tenha dúvida em qual ou quais escolher! Ah, e para você que está iniciando no mundo dos vinhos e deseja economia, não se preocupe! Existe um tipo de taça escolhida pela International Standards Organization como universal, isto é, a taça coringa, que aporta bem todos os tipos de vinhos. Ainda não sabe qual é? Então, confira abaixo!



Tipos de taça

Bordeaux

Taça grande feita para beber vinhos mais encorpados e com taninos mais acentuados. Com bojo largo, alongado e boca fechada para concentrar os aromas, evitando sua dispersão. Indicada para apreciar vinhos das uvas Touriga Franca, Tinta Cão, Cabernet Sauvignon, Merlot entre outras.

Borgonha

Taça arredondada, em formato balão, feita para vinhos concentrados e com menos taninos. Com bojo e boca largos, estimula a apreciação das qualidades mais arredondadas e maduras da bebida. Indicada para vinhos de uvas Touriga Nacional, Alicante Bouschet, entre outras.

Do porto

Seu bojo menor tem uma razão: se consome em menor quantidade os vinhos de sobremesa e fortificados em comparação aos vinhos secos. É mais estreita na parte superior para concentrar os aromas e para entregar a bebida à ponta da língua, região para a percepção dos sabores doces.

Vinho branco

As taças têm corpo menor do que as para vinho tinto por dois motivos. Primeiro, o vinho branco precisa ser consumido em temperaturas mais baixas e, portanto, em um recipiente menor, que permita menos trocas de calor com o ambiente. Segundo, porque precisa que sejam realçadas as notas de frutas. A aba estreita entrega o fluxo do vinho através das áreas da língua com equilíbrio entre doçura e acidez, crucial para os brancos.

Vinho rosé

Os vinhos rosés possuem os taninos dos tintos, mas os aromas dos brancos. Por esse motivo, a taça costuma ser menor que a dos brancos, mas com bojo maior. Ela deve acentuar a acidez do vinho, equilibrando, assim, sua doçura. Se não tiver uma taça específica para rosés (poucas marcas possuem), pode usar uma para vinho branco.

Flûte

Para um Champagne ou um espumante comum, a taça adequada é a que chamamos de flûte, ou flauta. Ela serve para que possam ser apreciadas as borbulhas, ou perlage. A taça fina também direciona a efervescência e os aromas para o nariz, enquanto controla o fluxo acima da língua, mantendo o equilíbrio entre a limpeza da acidez e a saborosa profundidade. Quanto mais bojo tiver a taça, melhor, pois se for reta demais no sentido longitudinal não irá realçar os aromas.

Taça vintage

O nome “vintage” não é em vão. O termo faz referência ao estilo mais clássico de se beber espumantes. As taças vintage têm bojo baixo e muito largo, como a de filmes dos anos 1920. Ser vintage está na moda, mas uma coisa é verdade: apesar de bonitas, essas taças não ajudam na conservação do perlage (borbulha) do espumante, fazendo com que perca as borbulhas rapidamente.

ISO

Por fim, existe a taça ISO (International Standards Organization), criada em 1970. Ela é uma espécie de taça coringa, pois serve para todos os tipos de vinho. É muito utilizada para degustações técnicas, para que possa ser mantida uma referência entre diversos tipos de vinhos. Por isso, pode ser um dos melhores modelos para começar o seu acervo. Ela é relativamente pequena e totalmente cristalina. Seu bojo é maior e ela é fechada na parte de cima. É boa especialmente para a parte aromática.



Dessa forma, o tipo de taça ideal irá proporcionar melhor harmonia e o levar a sentir as percepções esperadas, distribuindo o vinho de forma uniforme em todas as partes da língua, enfatizando o frescor, a leveza, o tanino, a doçura e a acidez deste de maneira equilibrada.

Sendo assim, que tal realçar os sabores da vida com os nossos encantadores vinhos? Nós, da VL Import, prezamos qualidade e, principalmente, experiências únicas! Por isso, cheios de personalidade e tradição, nossos vinhos portugueses resgatam o melhor do mercado Europeu, revelando detalhes especiais ao paladar. Experimente!

Deixe um comentário

Todos os comentários são revisados antes de serem publicados
Obrigado pela inscrição!